UM PAÍS EM CONVULSÃO

UM PAÍS EM CONVULSÃO:

 

democracia.brNossa história politico-administrativa começou mal com a República proclamada às pressas e sem fundamentação sólida em 15 de novembro de 1889. Deodoro foi alçado à presidência e logo sucumbiu às lutas internas tendo de ceder seu cargo ao vice Floriano Peixoto. Começou mal e continuava mal das pernas em improvisos de várias modalidades em razão das mudanças exigidas pela elite dominante. O fim da escravatura no século XIX causou grande lesão na vida econômica e social do país e até hoje tem seus reflexos em vários níveis. Conflitos como a Guerra de Canudos( 1896/1897) e a Revolta da Vacina(1904) foram combustíveis básicos para as mudanças ocorridas com sérias lesões ao sistema republicano.

 A República Velha cambaleou de 1889 a 1930 quando o caudilho Getúlio Dornelles Vargas assumiu o comando do país. A Revolução Paulista (1932), a  Intentona Comunista (1935)  e outros fatos fizeram Vargas adotar atitudes extremas. Nasce o sistema Liberal Populista em 1946 e a nova Constituição cria o sistema de eleição direta para Presidente e Governadores. Crises enormes tomam conta do governo Vargas que expira em 1954 com a morte do ditador.  Os próximos governos, também cambaleantes, sofrem forte golpes na linha do tempo e em 01 de abri de 1964 os militares assumem o controle político do Brasil permanecendo no poder até 1985.

Crises de altos níveis, tanto na área política quanto na social tomam conta da economia brasileira e nasce a República Nova com José Sarney (85/89) por morte do recém-eleito presidente pela via direta, senhor Tancredo Neves. Plano Cruzado (23.2.86) e medidas mirabolantes são implantadas em busca de estagnação da inflação que explodia. Outro ‘ deus’ surge e Collor (90/92) toma posse frente à cambaleante República. Novas crises. Escândalos afloram. Plano econômico é gestado e implantado gerando mais problemas que culminam com a proposta de impedimento e renúncia do “ caçador de marajás”.

Novo improviso com o vice Itamar Franco (92/95). Nasce o Plano Real (1.7.94). Esperanças de um novo tempo acontecem por todo o país. O novo presidente Fernando Henrique Cardoso (1995/2002) cria o sistema de reeleição sendo substituído por Luiz Inácio Lula da Silva (2003/2010). O petismo registrou alguns avanços em projetos sociais entremeados a escândalos em 2006 e seguintes. Mensalão, petrólão, lava-jato e  Dilma Rouseff, herdeira do petismo, explode em 2016 e coloca o país em enormes dificuldades com mais de onze milhões de desempregados e uma economia totalmente sem rumo e conturbada.

Nasce em 12.05.2016 um novo período dirigido por Michel Miguel Elias Temer que até então ocupava o cargo de 24º  vice-presidente do Brasil. Interinidade com grandes chances de sucesso, mas também diante de enormes problemas e com expressiva resistência que enfrentará não só no campo político como em especial na questão econômica interna e nas relações internacionais.

Brasil em convulsão constante de 1889 a 2016. São 127 anos de convulsão. Este o legado da República e sob a égide do sistema presidencialista que se mostra totalmente ineficaz na condução do país.

Artigos relacionados

Deixar resposta